Recentemente a nossa Presidenta Dilma anunciou que formandos de nossas faculdades teriam a oportunidade de estudar no exterior através de bolsas concedidas pelo Governo Federal. Num primeiro momento fiquei feliz já que esta é uma oportunidade muito valiosa para agregar valor aos nossos estudantes.

Sou de um tempo anterior ao PROUNI e a qualquer tipo de bolsa de estudos na verdade e, confesso, fiquei com uma invejinha quando vi gente tão desafortunada como eu podendo ingressar nas ditas Universidades “Padrão AAA” – lugares onde eu também queria estar, mas por uma questão financeira, não podia. E continuo não podendo, infelizmente.

Todavia, eu já comemorava o incremento de nossos estudantes através desse incentivo (o Bolsa Jovens Talentos) quando me deparei com a seguinte informação:

Áreas Prioritárias

  • Engenharias e demais áreas tecnológicas;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Energias Renováveis;
  • Tecnologia Mineral;
  • Formação de Tecnólogos;
  • Biotecnologia;
  • Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
  • Nanotecnologia e Novos Materiais;
  • Produção Agrícola Sustentável;
  • Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
  • Fármacos;
  • Biodiversidade e Bioprospecção;
  • Tecnologia Aeroespacial;
  • Ciências do Mar;
  • Computação e Tecnologias da Informação;
  • Indústria Criativa (voltada a produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação);
  • Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva;
  • Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde.”

Como podemos observar, este é um programa que contempla exclusivamente profissionais das áreas de biológicas e exatas – e ainda assim não são todas as carreiras dessas áreas. Ok, estamos vivendo as maravilhas da nossa segunda revolução industrial pois o nosso governo resolveu investir em profissionais capacitados para a indústria petrolífera. Mas alguém já parou para pensar o porquê disso?

Obviamente, fora o fato de nosso país carecer de profissionais para essas áreas descritas acima, nós mandamos estes formandos para fora por não termos também educadores competentes nessas áreas. Não só nessas áreas específicas, mas em todas as áreas o Brasil carece de educadores competentes.

Darei um exemplo próprio: me formei em Letras e, apesar de não ter um diploma de uma “faculdade de primeira linha” sei que me curso foi muito bom e proveitoso. Eu tentei continuar meus estudos para uma formação acadêmica mas nunca tive nenhum incentivo. Como quase todos os Educadores do Brasil. Mais do que o ambiente degradado em que a sala de aula se transformou (seja particular ou pública, ressalte-se), a falta de incentivo para formação de acadêmicos que pensam e tornem o ambiente escolar um local para o efetivo intercâmbio de ideias faz com que as pessoas se evadam dessa carreira tão importante. Cabe lembrar que os sem-número de micro-cursos de reciclagem oferecidos pelo governo não tecem conhecimento para o ambiente escolar e ainda rebaixa o professor a dejeto – preciso aprender, não preciso me reciclar; não sou lixo.

Mas voltemos à dona Presidenta e sua política de incentivos: se pudesse fazer uma única pergunta à ela seria sobre o porquê o país insiste em não investir de fato na sua educação. Sejamos honestos, esses estudantes que embarcarão para essas bolsas de estudo voltarão ótimos profissionais – claro – mas não serão professores. Essas pessoas serão absorvidas por um mercado ávido por esse tipo de profissional e o ciclo continuará: nós mandaremos levas e mais levas de estudantes ao estrangeiro (e gastaremos muito sendo que este dinheiro poderia ser investido aqui) pois ser professor no Brasil “não é atrativo” para alguém tão preparado. Um profissional que investe continuamente em sua carreira não aceitará trabalhar num ambiente que não incentiva essa continuidade de sua formação bem como não oferece um salário compatível ao seu grau de instrução.

Todavia essa é apenas umas das facetas da problemática. De acordo com o próprio nome deste programa de incentivos, só é “jovem talento” quem está nessas profissões. Conclui-se que, aos olhos governamentais, as demais profissões – e vamos incluir toda a grade de profissões ligadas às áreas de humanas – não possuem talentos para serem trabalhados.

Não devemos esquecer que TODA profissão carece de educadores. E o bom educador, antes de qualquer coisa, é um pensador. Ao excluir professores – sejam de matérias curriculares básicas ou mais específicas – de um programa tão importante o Brasil deixa sua verba de investimento para educação ainda mais exígua aqui dentro e não necessariamente evita a fuga de cérebros (pois o que garante que esses profissionais retornarão?).

Deixo apenas uma pergunta para os partidários de plantão: se os programas do governo excluem uma formação mais sólida e continuada para as correntes de humanidades e professores em geral, o Brasil não formará pensadores (ou formará bem pouco, quase autodidatas). Dessa maneira posso concluir que o governo mantém o foco no tecnicista pois teme uma nação de mentes que pensam com autonomia?!

Pense nisso.😉

5 responses »

  1. SaiDaqui! says:

    […] DILMA E SEU PAÍS QUE NÃO FORMA EDUCADORES […]

  2. […] Feed By Frames – Dilma e seu país que não forma educadores […]

  3. […] Feed By Frames – Dilma e seu país que não forma educadores Do Que Os Gays Gostam – Podolatria – Pés Masculinos Bacon Frito – Estréias da semana – 23/11 Uarévaa – Podcast #117 – Jogos de Tabuleiro Sai Daqui – Mulheres Incríveis Manual das Encalhadas – Julgamento do Caso Bruno: acompanhe em tempo real Tem Graça ou Não – Tag 13 perguntas […]

  4. […] – Pés Masculinos Podcast Uarevaa #117 – Jogos de Tabuleiro Mulheres Incríveis Dilma e seu país que não forma educadores Estreias da Semana 23/11 Compilação de Ninja Fails Marcelo Rezende comenta sobre Latino Black […]

  5. […] Feed By Frames – Dilma e seu país que não forma educadores […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s